Mais de 530 lojas já aderiram ao movimento Arredondar

Criado para resolver a falta de troco e gerar microdoações do consumidor para instituições sociais, o Arredondar já conta com a adesão de lojas como Extra, Havaianas e Spoleto

falta de troco ainda é um contratempo para maioria dos supermercados, apesar do crescente uso de cartão como meio de pagamento. Imagine se a sua loja puder evitar esse aborrecimento, que atravanca a produtividade dos caixas. E imagine se essa solução gerar receita para organizações sociais(idôneas) e garantir uma imagem ainda melhor para sua empresa. Pois bem. O Instituto Arredondar oferece essa possibilidade e já arrecadou mais de R$ 974 mil destinados a doações. Importante: sem gerar trabalho ou custo para a loja. Arredondar é um movimento sem fins lucrativos, criado há quase seis anos para tornar cultura de doação mais simples, democrática e transparente.

Como funciona – Quando uma rede adere ao projeto, ela oferece ao consumidor a possibilidade de arredondar o valor da compra e, assim, contribuir com organizações selecionadas. Uma compra de R$ 22,40 vira R$ 23, outra de R$ 96,99, vira R$ 97, seja em pagamentos em dinheiro, cartão ou cheque. “Para garantir segurança e confiança na transação, desenvolvemos uma plataforma que armazena e processa os dados, além de cuidar dos lançamentos contábeis”, explica Ari Weinfeld, idealizador do Instituto.

Tudo informatizado – A operação ocorre dentro do software usado nos checkouts. O próprio sistema das empresas emite o comprovante de doação para o consumidor, na hora da compra. E os lançamentos contábeis também são feitos automaticamente pelo software do varejo. Ao final do dia, o varejista consegue até gerar um relatório dos arredondamentos.

Quem fica com o quê – A integração dos sistemas loja/Arredondar é feita remotamente. “Sem gasto ou dor de cabeça”, garante Weinfeld . O dinheiro é enviado pela loja para a conta do Arredondar, que repassa 90% para as instituições e fica com 10% para a manutenção do projeto.

Tem treinamento – O Instituto promove ainda o treinamento do pessoal de frente de caixa. “Ensinamos como e quando propor ao consumidor o arredondamento, e explicamos o funcionamento do movimento para que os operadores possam tirar as dúvidas dos clientes”, conta Maria Bresser, do Arredondar. As campanhas de divulgação no ponto de venda também ficam a cargo do Instituto.

Fonte: www.sm.com.br