Ritmo de retomada do varejo está mais forte

Após ‘montanha russa’ nos resultados, setor comemora dois meses consecutivos de alta

Após avançarem 1,1% no mês de março, as vendas do varejo voltaram a crescer 1% em abril, de acordo com dados do IBGE. Para Isabella Nunes, gerente de coordenação de serviços e comércio do instituto, os resultados mostram melhora no ritmo de retomada do varejo e um desempenho menos errático do setor. Tínhamos meses de alta do varejo seguidos de meses de queda ou pouco crescimento. Era um dado mais volátil. Foi o primeiro par de meses que o varejo se mantém em um ritmo de recuperação”, avalia Isabella.

As perdas acumuladas em 2015 e 2016, no entanto, não foram totalmente recuperadas. “O varejo ainda está 6% abaixo do ponto mais alto da série histórica, de outubro de 2014. Mas essa distância está diminuindo e no caminho para eliminar as perdas passadas”, completa. Na avaliação do IBGE, o desempenho positivo em março e abril tem relação com o comportamento benigno da inflação e o crédito mais barato.

Para entender quais foram os impactos da greve dos caminhoneiros no desempenho geral do setor varejista, será preciso aguardar a divulgação pelo IBGE dos resultados de maio.

 

Fonte: Valor Econômico