Varejão Chocobalas

 

Luciano de Lima, comerciante de Ubajara, saiu da casa dos pais aos 9 anos “para enfrentar o mundo”, como ele mesmo diz. “Saí da zona rural para tentar estudar um pouco mais e através do estudo conseguir melhores oportunidades”, conta ele. Depois de um tempo, aos 12 anos, Luciano tem uma oportunidade para trabalhar já no comércio onde passou 15 anos e quando saiu já era gerente de um depósito de atacado. “O meu chefe na época sabia que eu tinha um projeto, mas a maior riqueza que ele me deixou foi o conhecimento, a oportunidade de aprender”, diz Luciano em tom de gratidão.

O negócio próprio chegou à Luciano quando ele tinha aproximadamente 32 anos, que foi uma loja de bombons e embalagens. “Atendia eu, minha esposa e mais dois funcionários. Era só um cantinho mesmo. Houve dias em que nós pensamos em desistir porque era muito difícil”, diz. Aos poucos o comércio que era pequeno e sem muitos clientes foi tomando forma, e se expandindo para outras regiões como São Benedito, Guaraciaba, Viçosa, Croatá etc.

O que era pequeno começou a tomar forma de mercadinho e se tornou o Varejão Chocobalas, um comércio que se transformou em 4 lojas. “O primeiro pedido que fizemos do DAG foi de 700,00. Mas o espírito de empreendedor nunca desanimou, estava sempre querendo melhorar”, conta.  Luciano diz que o DAG foi um dos parceiros importantes no crescimento da empresa, e tem “nos ajudado até hoje”.

“Nós fomos muito bem atendidos desde o início. Queria deixar claro a confiança que o DAG tem nas suas relações. Pedimos e já fomos atendidos, não tivemos nenhuma dificuldade”, afirma. O atendimento do DAG é intitulado por Luciano como “aprovado”. “A logística do DAG está muito à frente de outros fornecedores esse é o grande diferencial. Ninguém tem igual. Como a gente procura trabalhar com estoque baixo, esse sistema de trabalho nos ajuda muito. Aliando o mix de produtos à logística, temos o diferencial do DAG.

A conversa com Luciano é finalizada com lágrimas nos olhos e com uma afirmação: Minha inspiração vem de Deus. “Em todas as minhas decisões todos a minha volta foram contra, muitos duvidaram, mas Deus sempre esteve comigo. Com dificuldade ou sem dificuldade, eu sempre dizia ‘vai melhorar’, finalizou Luciano.